Luís Bacelo vence em Bragança

Foram muitos meses à espera desta vitória e tinha de ser em Bragança. Em 2018 Luís Bacelo (Oficina Bacelo) tinha vencido a classe Proto e em 2019 o piloto juntou à vitória na classe o triunfo em termos Absolutos. O prólogo nem lhe correu de feição, mas logo no início da prova passou para a liderança e não voltou a largar o lugar. Terminou com as mesmas voltas das restantes equipas do pódio, mas foi mais rápido. Depois de 4 provas Rui Rocha segue na liderança em termos Absolutos com mais 7 pontos do que Marcelo Lopes (Team Lucrofusão).

E foi precisamente Marcelo Lopes a ficar na segunda posição da classe Proto. O jovem piloto teve uma prova agridoce: numa atitude de fairplay ajudou uma equipa que capotou e acabou por perder tempo precioso na luta pela vitória.

Tal como em Famalicão, o pódio fica completo com António Henriques (Mister Reboques/Lucrofusão) que em Bragança furou 3 pneus e partiu uma jante. Terminou a resistência a 2 voltas de Marcelo Lopes.

Depois de 4 provas Rui Rocha (Team Rj69) continua na frente com 2 pontos de vantagem sobre Marcelo Lopes.

O campeão voltou aos triunfos

Bragança é também de boas memórias para Cláudio Ferreira (Auto Higino). Depois de vários azares em Mação e VN Famalicão, o campeão em título voltou a subir ao lugar mais alto do pódio da classe Super Proto.

Laurindo Mendonça (Sem Stress) chegou a esta etapa com um carro completamente modificado depois dos problemas na prova de Famalicão. Sem tempo de testar o Jimmy Proto Crawler teve problemas com o guincho e com as correias da ventoinha. Ainda assim deu 10 voltas ao circuito e conseguiu o 2.º lugar em Super Proto.

Sérgio Ferreira (Full Stress) achou que tinha de arriscar tudo numa pista dura como esta e começou a prova de rodas no ar. Tombou logo na primeira volta, mas conseguiu voltar à pista e terminar na 3ª posição.

Com os 25 pontos de Bragança Cláudio Ferreira aproximou-se de Sérgio Ferreira que continua na frente da classe Super Proto.

Luta acesa em Extreme

Em Extreme, Nuno Matos (AutoBernardo Capticho Team) habituou-se ao sabor do ouro. Depois das 30 voltas ao circuito de VN Famalicão, as 13 voltas à pista de Bragança deram-lhe mais uma vitória.

Carlos e Rafael Gomes (Team Rafael & Gomes) terminaram com as mesmas 13 voltas dos vencedores, mas gastaram mais 3 minutos e 45 segundos.

O bronze ficou com Bruno e João Bastos (Exigente TT) que começaram este CPT4x4 2019 na classe de Promoção.

No somatório das 4 provas Carlos Gomes lidera com 8 pontos de vantagem.

João Fernandes já tem uma mão na taça

João Fernandes (Jovi Team) continua invencível. Em 4 etapas venceu 4 prólogos e 4 provas de resistência. Em Bragança a vitoria voltou a ser muito tranquila: 9 voltas em 1hora 50 minutos e 22 segundos

Destaque ainda para as vitórias de Marco Melo e Raúl Grilo (M.Transportes) na classe UTV/Buggy e de Pedro Pereira e Marcelo Melo (Clean TT) em FUN.

Reportagem da prova disponível AQUI

Top

Login


Create an Account!
Forgot Password?
Registration is disabled.

Want to Login?

Forgot Password?