Loading

Paredes consagra Cláudio Ferreira

A grande final do CPT4x4 só podia ser na Capital do TT. Paredes recebeu pelo 8.º ano consecutivo a grande final do Campeonato Portugal Trial 4×4 e o dia não podia ter sido mais perfeito: o novo circuito montado na localidade de Vandoma era excelente, o público compareceu em peso e dentro de pista estiveram as melhores equipas da atualidade. No final das 3 horas de resistência desta 6.ª e derradeira etapa levou a melhor Cláudio Ferreira (Auto Higino) que é o novo campeão nacional de trial 4×4.

Foi um ano desportivamente perfeito para Cláudio Ferreira e João Lucas, que ganharam tudo o que havia para ganhar em termos de equipa, navegador e piloto na classe Absoluto e  também na classe Super Proto. Aliás, Cláudio Ferreira é bicampeão da Classe Super Proto e tinha assumido, já no início da época, a vontade de chegar mais longe na Absoluto. Em Paredes deram mais 10 voltas do que Luís Bacelo (Oficina Bacelo), seu concorrente direto pelo título.

Calçada revalida o título na Extreme

Paredes continua a ser amuleto da sorte para António Calçada (NordHigiene Team). O piloto brigantino conquistou no concelho nortenho, tal como em 2017, o título de campeão nacional da classe Extreme. Chegou a esta última etapa em segundo lugar, mas começou a vencer logo de manhã no prólogo e continuou a somar pontos à tarde, terminando a resistência com 15 voltas, mais 4 do que António Silva (Canelas Pneus) que terminou em segundo lugar. O pódio da Extreme fica completo com Pedro Alves e Mário Silva (MosTTer/Cistus) que até chegaram a Paredes na liderança da classe, mas que sofreram com alguns problemas no Land Rover.

Bacelo é campeão da Proto

Luís Bacelo já partiu para a resistência como campeão da classe Proto, mas a sua luta principal era o título em termos Absolutos. O Nissan Patrol não colaborou e ficou afastado da luta depois de partir a direção. O problema mecânico impediu-o mesmo de lutar pela vitória da classe, tendo terminado a resistência em segundo lugar com 8 voltas à pista.

A vitória sorriu a Miguel Marques (MM6018/Americana Papelaria) que já tinha demonstrado muita regularidade ao longo da época, mas nunca tinha vencido nenhuma prova. Em Paredes foi finalmente feliz num dia em que completou 10 voltas ao circuito.

O pódio da classe Proto fica completo com pai e filho. Desidério e Miguel Pinhal viajaram desde Sesimbra até Paredes para conquistar o bronze da etapa rainha do CPT4x4 2018.

Cláudio Ferreira domina Super Proto

A classe Super Proto já tinha campeão à partida, mas tanto Cláudio Ferreira como Flávio Gomes (TáBô Pacar Team 4×4) queriam vencer a etapa. A luta fez-se até à bandeirada xadrez, com a liderança a mudar constantemente de mãos. Terminaram as 3 horas com as mesmas 18 voltas, mas Cláudio Ferreira foi 25 segundos mais rápido e confirmou assim o domínio na classe Super Proto com 6 vitórias em 6 possíveis.

Campeão André Henriques não vence em Paredes

O título da Promoção estava confirmado mas André Henriques e Rodrigo Sousa (Tufão Team) queriam encerrar a época com chave de ouro. Os problemas com o Land Rover Defender td5 acabaram por se acumular e completaram apenas 8 voltas ao circuito.

Quem aproveitou o desaire dos campeões foram Rui Nunes e Sandro Almeida (Veículo Longo Team) que venceram a dura etapa do Clube TT Paredes Rota dos Móveis. A equipa estreou-se este ano no CPT4x4, mas nunca negaram o desejo de vencer. Demonstraram sempre muita regularidade, mas a vitória teimava em lhes fugir. A sua vez chegou finalmente na etapa rainha do CPT4x4.

Em segundo lugar ficaram João Neto e Carlos Teixeira (RCAutomóveis e Tasco do Stand) que se tinham estreado em Bragança. Em Paredes deram luta aos vencedores e terminaram a resistência a 3 voltas da vitória.

O pódio da Promoção fica completo com Paulo e Bruno Bastos (Exigente TT) que acabam a época com a regularidade que os caracteriza. Completaram 10 voltas ao circuito, menos 5 do que os vencedores.

Carlos Martins vence em UTV/Buggy

Carlos Martins e João Pinto (Troqouro) vieram apresentar o seu Can-am XRS ao Campeonato Portugal de Trial 4×4 e apesar de terem capotado durante o prólogo fizeram uma excelente prova de resistência.

Marco Melo e Raúl Grilo (M.Transportes) deram muita luta, mas não foram além das 17 voltas que não foram suficientes para a vitória.

Os campeões nacionais de trial 4×4 têm presença garantida na Gala dos Campeões da FPAK – Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting – num reconhecimento do CPT4x4 e da própria modalidade.

 

Galeria CPT4x4 Paredes 2018

 

Top

Login


Create an Account!
Forgot Password?
Registration is disabled.

Want to Login?

Forgot Password?